Concurso MP-PE 2018


Situação concurso MP - PE

O Ministério Público do Estado de Pernambuco confirmou no último sábado, 15 de setembro, a Fundação Carlos Chagas (FCC) como organizadora do edital do concurso público (Concurso MP PE 2018) com o preenchimento de 23 vagas. No dia 29 de agosto, o órgão informou que o edital tem previsão de ser divulgado nesta terça-feira, 18 de setembro. Segundo o documento publicado no site oficial do órgão, a banca organizadora foi escolhida através de dispensa de licitação.

Inscrições do concurso

O edital está previsto para ser publicado amanhã, 18 de setembro, com isso as inscrições estão perto de abrir.

Informações sobre vagas do concurso

O certame vai ofertar 13 vagas para o cargo de Técnico Ministerial e 10 vagas para Analista Ministerial. Nas vagas para analista, serão 7 para a área jurídica, 1 para auditoria, 1 para biblioteconomia e 1 para documentação. Ainda haverá cadastro reserva para as áreas de serviço social, medicina, arquitetura, engenharia civil, comunicação social e informática.

Último Concurso MP PE

O último concurso público para servidores do MPPE ocorreu em 2012, no qual foram oferecidas 38 vagas em cargos de nível médio e superior. Os cargos de nível superior foram de analista ministerial para as áreas de arquitetura, ciências contábeis, comunicação social-jornalismo, engenharia civil, informática, jurídica, psicologia e serviço social. Os salários oferecidos chegavam a até R$ 3.578,37.

Em 2014, o órgão também lançou um edital para Promotor de Justiça Substituto, com 15 vagas para Promotor. Para participar, o candidato precisou ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em bacharelado em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), acrescido de registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e, no mínimo, três anos de prática jurídica. O salário inicial foi de R$19.383,87.

Provas do concurso

Os candidatos ao cargo de Analista Ministerial realizaram provas de Conhecimentos Básicos (20 questões - Peso 1) e Conhecimentos Específicos (30 questões - peso 3). Já os concorrentes ao cargo de Técnico Ministerial fizeram avaliações de Conhecimentos Básicos (30 questões - peso 1) e Conhecimentos Específicos (30 questões - peso 2). Os candidatos de nível superior precisaram alcançar, no mínimo, pontuação igual ou superior a 200. No caso dos candidatos de nível médio foi necessário obter, no mínimo, a nota de 150 pontos.

Atualizado em 26/09/2018