Ernani Pimentel toma posse na Academia de Letras de Brasília

Concursos
Por Danielle Cambraia | 21/03/2013 15:03

No dia em que a Academia de Letras de Brasília (Acleb) completou 31 anos de zelo com a língua portuguesa, o professor de linguística e filólogo Ernani Pimentel foi empossado presidente do Centro de Estudos Linguísticos da Língua Portuguesa. Nesse cargo, ele tem como  principal missão o trabalho em prol da sociedade. O evento aconteceu em um dos salões do Hotel Nacional e contou com os membros da academia, familiares e amigos que fizeram questão de prestigiar o empossado.

 

O presidente da Academia, José Carlos Gentili, disse que Ernani Pimentel tem uma missão árdua a partir de agora. "Decidimos convidá-lo para assumir a coordenação do setor de linguística da Academia Brasiliense de Letras, pelo trabalho de excelência desenvolvido durante anos como professor e pela luta com o projeto 'Acordar Melhor'. Ele terá que desenvolver um trabalho de fixação, crescimento e expansão da língua portuguesa na capital", afirma. Gentili deseja uma transformação cultural, que mostre para nossas terras litorâneas que somos uma cidade crescente.

 

O professor, e agora membro da Academia de Letras de Brasília, afirmou estar feliz com o novo desafio. "Assumir a presidência do Centro de Estudos Linguísticos da Língua Portuguesa, ecoa-nos como oportunidade e estímulo de arregaçar as mangas e trabalhar objetivamente para o resultado prático de simplificar, baratear e aprofundar a Educação, a começar pelo ensino da Língua Portuguesa, portal de entrada para todos os ramos de conhecimento", anima-se Pimentel.

 

O filólogo pretende implantar, junto com o Centro de Estudos Linguísticos da Língua Portuguesa, o acordo ortográfico para, assim, trabalhar pela simplificação da ortografia e a evolução linguística e pedagógica do mundo atual. "Nós vamos contribuir para o aprimoramento, barateamento e maior eficiência do ensino no Brasil e na Comunidade dos países de Língua Portuguesa. Este é um projeto iniciado com o 'Acordar Melhor', que tem como seu maior propósito a inclusão social e a aproximação das mentes e corações de nossos povos", explica Pimentel.